Mudando para Estônia - Pt I

tallinn

Em um post anterior comentei sobre minha saída da Plataformatec e do Brasil. Hoje, venho contar um pouquinho sobre como está sendo essa mudança, deixar alguns aprendizados e dicas para outras pessoas que estejam querendo fazer uma mudança parecida.

Quais documentos preciso levar?

Para quem é solteiro e está querendo ir para Estônia com intuito de trabalhar, você precisará apenas do seu passaporte. Isso mesmo! Só seu passaporte e nada mais. Mas, se você é uma pessoa casada e sua companheira está indo junto, você irá precisar providenciar para o casal:

  • Segunda via da certidão de nascimento
  • Certidão de casamento
  • Tradução juramentada para o inglês de ambos documentos
  • Apostilamento de Haia (uma espécie de certificação que vários países aceitam como um documento válido)

União estável brasileira não é considerado um casamento válido na Estônia. Se estiver nessa situação, você precisará se casar no Brasil ou na Estônia. No nosso caso, eu e a Stephani, preferimos registrar nossa união aqui. Nesse caso, além da certidão de nascimento juramentada e apostilada, você precisará de uma declaração de estado civil. QUÊ?

Isso, você precisa de um documento do seu país de origem dizendo que você é solteiro e que nada te impede de casar. Só fazer o download do arquivo aqui, preencher, levar duas testemunhas para algum cartório, reconhecer firma, fazer uma tradução juramentada e o apostilamento de Haia. Cuidado com alguns cartórios em São Paulo; eles vão querer cobrar uma nota para fazer essa declaração de estado civil, então não caia nessa roubada.

Ao saber que vai se mudar, tente correr atrás desses documentos o quanto antes, pois decidimos por esse caminho bem nas últimas semanas do Brasil e foi bastante estressante ficar correndo atrás de tudo isso. Nós ainda não sabemos se esses documentos serão suficientes ou se ainda terá mais algum perrengue, então fique de olho nos próximos posts.

Edit (2019-01-12): Não precisa apostilar as traduções. Não precisa traduzir o declaração de estado civiil. Você precisa entregar a declaração de estado civil na embaixada brasileira em Tallinn, lá eles vão te fornecer o documento que o governo declara seu estado civil.

Não precisa de visto, mas precisa

A Estônia não tem embaixada no Brasil, isso significa que não tem como tirar um visto de trabalho previamente, mas isso não é problema. Todos os brasileiros podem visitar os países da Schengen Area como turistas sem nenhum visto por até 3 meses. Isso significa que você tem que ir para Estônia como turista e fazer sua permissão de residência no território deles. Parece tudo simples, mas é aí que a confusão começa.

Para poder entrar como turista nos países da Schengen Area, você precisa estar com a passagem de volta comprada ou nada feito. Eu não sabia disso, acabei não comprando pois eu não tinha ideia de quando íamos voltar. Sabe a hora que descobrimos isso? Bem na hora do embarque no Brasil. Os funcionários não queriam deixar a gente embarcar, mesmo explicando que eu estava indo a trabalho, nem se eu mostrasse o contrato de trabalho. Não tive outra opção a não ser pagar uma nota para as passagens de volta para poder embarcar.

Já em terras estonianas, eu cancelei as passagens de retorno e a companhia aérea vai reembolsar o valor gasto. Conversando com vários brasileiros aqui, todos eles sofreram o mesmo perrengue. Todos! A maioria conseguiu prosseguir a viagem pois os funcionários estavam de bom humor. Teve brasileiro que não queriam deixar embarcar em terras européias. Imagina que sufoco. 😱 Então se não quiser passar perrengue, saia do Brasil com as passagens de retorno, mesmo que seja para mudar data de retorno ou cancelar depois.

Bagagens, really?

Esse foi um perrengue rápido. Compramos passagens para ter duas bagagens despachadas em todo trajeto, tanto Brasil até Londres e Londres até Tallinn. Os vôos dentro da Europa não costumam ter bagagens despachadas. Quando íamos embarcar para Tallinn, a funcionária nos deu o maior susto dizendo que teríamos que pagar 50 brexits por cada mala.

Felizmente isso não aconteceu, quando ela começou passar as malas estava tudo devidamente pago. Entretanto, a Stephani estava com uma mala de mão e uma mochila. Funcionária barrou dizendo que era uma ou outra, ela não podia entrar no avião com as duas, enquanto no Brasil isso não foi problema nenhum, em Londres foi. Tivemos que desembolsar 50 brexits. Então, fica dica! Só vá com uma mochila ou uma mala de mão, não os dois.

Apartamento, até que fácil

A empresa que aceitei a proposta para trabalhar nos recomendou uma agente de imóveis que iria facilitar a nossa vida e realmente facilitou bastante. Saímos do Brasil já com alguns apartamentos em mente e com visitas planejadas. Entretanto, o mercado de aluguel aqui em Tallinn está bem aquecido, então a probabilidade de alguém alugar o apartamento que você queria visitar algumas horas depois é grande.

Uma opção seria fechar o contrato com um apartamento ainda morando no Brasi, sem visitar o apartamento. Optamos por visitar antes, em menos de uma semana mudamos para o apartamento. Foi um pouco cansativo ter que carregar as malas para o hotel, depois carregar tudo para o apartamento, mas deu tudo certo. Se precisar de ajuda para alugar apartamento em Tallinn, fale com a Ave Kruss, ela foi de grande ajuda nesse processo.

Uma curiosidade sobre Tallinn: alguns landlords (donos dos imóveis) preferem o pagamento em dinheiro vivo para evitar alguns impostos. Esse é meu caso, espero que não dê nenhum problema no futuro. 😅 Para assinar o contrato é necessário pagar 1 mês de aluguel de depósito (reembolsável ao final do contrato), o primeiro aluguel e pelo menos uns 600 uniões europeias para o agente que ajudou no processo. Todo esse custo não teve tanto problema, pois a empresa forneceu uma ajuda de realocação.

Ajuda de realocação

Eu tive duas escolhas, receber o dinheiro de ajuda de realocação ainda no Brasil ou receber quando tivesse minha conta bancária na Estônia. Eu preferi receber depois pensando no trabalho que daria em ter que transferir o dinheiro para Estônia.

Abrir uma conta bancária na Estônia é bem simples e de graça quando você tem uma empresa ou trabalha para alguma, porém o cartão de débito demora pelo menos uns 5 dias úteis para chegar. Para usar internet banking você precisa de um ID-Card que é outra longa história. Quando recebi o cartão de débito, ainda demorou alguns dias para empresa depositar o dinheiro de realocação. Ou seja, fiquei quase 2 semanas sem poder contar com o dinheiro da realocação.

A ausência do dinheiro da realocação não foi tanto problema assim pois eu ainda tinha o dinheiro da rescisão do emprego anterior, mas fiquei pensando em pessoas que não tem uma reserva assim. Com todos os perrengues que passei, a pessoa estaria em grande apuros (para não dizer fod#$%da). Transferir dinheiro para Estônia nem seria tão difícil graças ao TransferWise. Se cadastre usando o link daqui para eu ganhar uns bônus haha.

Próximos assuntos

As próximas semanas e os próximos posts serão mais sobre como viver na Estônia e não tanto sobre como se mudar para Estônia. Vou tentar escrever como é ir ao médico, assinar um plano de internet ou telefone, que tipos de lojas tem e quais tem bons preços, os documentos que você precisa solicitar, esse tipo de coisa que pode ajudar outros brasileiros. Abraços!